Conheça os riscos da depressão na adolescência | bioXtra

Conheça os riscos da depressão na adolescência

 em Depressão

Durando 8 meses, em média, a depressão na adolescência pode ter riscos para vida do paciente. Neste texto falaremos melhor sobre isso!

A adolescência é um período complicado da vida, as mudanças no corpo vem junto com o amadurecimento causando confusões e muitas vezes rebeldia. Passar por tudo isso com um quadro de depressão é elevar o estresse, comum da idade, em muitos níveis. Colocando este jovem adulto em uma posição solitária.

Depressão é uma doença crônica com maior incidência em famílias com históricos anteriores. A disfunção pode afetar todas as idades, porém o mais marcante no caso dos adolescentes é o humor irritado, triste e quando o jovem se afasta dos amigos ou abaixa consideravelmente o rendimento escolar.

Sintomas, causas e riscos da depressão na adolescência:

Sintomas

  • Tristeza constante;
  • Cansaço;
  • Problemas de memória e concentração;
  • Alterações de humor;
  • Choro sem motivo aparente;
  • Falta de interesse ou prazer nas atividades diárias;
  • Diminuição do apetite;
  • Insônia ou hipersônia.

Os sentimentos exagerados e a intensidade que os adolescentes colocam nas coisas e situações podem gerar sensação de culpa, o que leva a pensamentos suicidas ou até homicidas.

Causas

  • Histórico familiar da doença;
  • Situações de estresse, fracasso escolar ou luto;
  • Perfeccionismo;
  • Cobranças demasiadas;
  • Amadurecimento físico, com pêlos ou seios;
  • Distúrbios hormonais.

Problemas em casa como brigas frequentes,  falta de atenção, bullying ou problemas em outros pilares da vida do adolescente podem ser a causa do aparecimento da depressão.

Riscos

  • Alcoolismo  
  • Alterações drásticas no peso
  • Drogas
  • Automedicação
  • Comportamento agressivo
  • Suicídio

As situações se tornam riscos quando começam a interferir negativamente na vida do paciente. Afetando sua saúde e integridade, causando mudança de hábitos.  

“Antes da puberdade, o risco de apresentar depressão é o mesmo para meninos ou meninas. Mais tarde, ele se torna duas vezes maior no sexo feminino. A prevalência da enfermidade é alta: depressão está presente em 1% das crianças e em 5% dos adolescentes.”

Dr Dráuzio Varella.

O tratamento deve ser iniciado o quanto antes. Os pais e responsáveis devem se manter atentos para apoiar e acolher este jovem em um momento delicado. Julgamentos e cobranças são necessários para uma boa convivência, mas devem ser moderados de acordo com a gravidade da situação de saúde.

A terapia cognitiva comportamental é essencial como parte do tratamento, porém não a única. Para adolescentes e jovens é interessante manter a possibilidade de uma terapia em grupo, promovendo a integração com outras pessoas da mesma faixa etária. Em muitos casos é necessário também o uso de medicação via oral.

Conhece alguém que sofre com a depressão na adolescência? Compartilhe esse post com ela!

Postagens Recentes

Deixe um Comentário

Contact Us

We're not around right now. But you can send us an email and we'll get back to you, asap.

Não pode ser lido? Mude o texto. captcha txt

Comece a digitar e pressione Enter para pesquisar