Já ouviu falar em hipersonia idiopática? | bioXtra

Já ouviu falar em hipersonia idiopática?

 em Dia a dia

Doença rara que afeta apenas 1% da população causa sonolência durante todo o dia mesmo após uma noite bem dormida. Veja os principais sintomas da hipersonia idiopática aqui!

Considerada uma disfunção do sistema nervoso central, a hipersonia idiopática afeta mais frequentemente adolescentes até 18 anos e é rara em adultos com mais de 30 anos. Os principais sintomas; sonolência e dificuldade para acordar, podem ser confundidos, em um primeiro momento, com a narcolepsia ou a síndrome de Kleine-Levin.

O mais comum é a hipersonia idiopática primária, que dura cerca de 3 meses e sem tratamento pode se agravar. Ainda não se sabe de fato o que causa a anomalia, porém seus sintomas são bem definidos. Veja abaixo:

  • Cochilos involuntários
  • Dificuldade para acordar
  • Sonolência diurna após mais de 10 horas de sono noturno
  • Acordar sempre cansado
  • Perturbações do sono
  • Perda gradativa de concentração e memória
  • Exaustão ao longo do dia
  • Irritabilidade

Consequências

Com o sono excessivo e sem conseguir controlar a concentração, a hipersonia idiopática causa problemas no meio acadêmico e profissional, já que prejudica o rendimento. Além de diminuir a coordenação e agilidade de reação, que debilita a realização atividades rotineiras, como dirigir, por exemplo.

Tratamento e cura

O diagnóstico correto só pode ser feito após  exame de polissonografia, que faz o monitoramento do sono. O transtorno tem cura e seu tratamento deve ser feito com médicos do sono, medicação e principalmente programação das horas de repouso.

Não se preocupe se ficar com sono ao longo de dias cansativos, cheios ou após noites mal dormidas, pode ser apenas o cansaço normal do corpo. O quadro deve ser investigado após 2 semanas consecutivas dos sintomas.

Se você conhece pessoas com esses sintomas, compartilhe esse post com elas!

Postagens Recentes

Deixe um Comentário