Julho verde: Mês do câncer de cabeça e pescoço

A mobilização chamada “Julho Verde” visa alertar sobre os principais fatores de risco do câncer de cabeça e pescoço. 

Tumores de cabeça e pescoço estão em terceiro lugar no caso de câncer mais frequentes entre homens. O primeiro é o câncer de pele e o segundo o câncer de próstata. Entre as mulheres, o mais comum é o câncer da tireoide, Tumores de cabeça e pescoço ocupam a quinta colocação.

A campanha é uma iniciativa da Federação Internacional das Sociedades de Cirurgia de Cabeça e Pescoço, com sede em Nova Iorque, que desenvolveu a ação pela primeira vez em 2014.

A mobilização deve voltar os olhos da população brasileira para o número de casos extremamente alto de câncer na região da cabeça e pescoço, além disso, alerta para a cura quando diagnosticado precocemente.

Dia Mundial do Câncer de Cabeça e Pescoço

No próximo dia 27 de julho acontece o Dia Mundial do Câncer de Cabeça e Pescoço, data em que várias entidades estarão reunidas em todo o País para alertar a população sobre os perigos do câncer nessa região.

As ações deste dia envolverão distribuição de panfletos informativos, além de atendimentos com o apoio dos acadêmicos de medicina de cada região do Brasi. O intuito é esclarecer dúvidas da população,.  

É bom esclarecer que quando se fala de tumor de cabeça e pescoço, estão atrelados também: os tumores de boca, laringe e garganta.  

Sintomas

Os médicos alertam que sintomas mais preocupantes são:

  • Dificuldade para engolir;
  • Nódulo persistente no pescoço, endurecido, com crescimento progressivo;
  • Lesão na boca (aftas) que não cicatrizam em até 21 dias;
  • Rouquidão por mais de três semanas, principalmente em pessoas que fumam e consomem bebidas alcoólicas.

  Todos esses sintomas são sinais de alerta para que você procure de um médico cirurgião  de cabeça e pescoço, o mais rapidamente possível.

A doença pode ser diagnosticada, inclusive, em pacientes idosos que usam prótese dentária e começam a ter algum incômodo, como dificuldade para engolir os alimentos.

HPV

Estudos epidemiológicos norte-americanos aborda a infecção pelo vírus HPV como principal responsável pelo crescimento de tumores na região da faringe, nos Estados Unidos. Os estudos ainda revelam que a doença atinge indivíduos jovens, com menos de 45 anos, que não consomem cigarro ou álcool.

Cura

No Brasil, uma análise dos pacientes tratados no Instituto do Câncer do estado de São Paulo, mostra taxas de cura superiores a 90% em casos de câncer de laringe diagnosticados precocemente. Os dados são do próprio Instituto.

Cuide da sua saúde e das pessoas que você ama!

Tem alguma dúvida ou sugestão? Deixe um comentário!

Postagens recentes

Deixe Seu Comentário