Qual a importância dos fonoaudiólogos em uma equipe de cuidados paliativos? Descubra! | bioXtra

Qual a importância dos fonoaudiólogos em uma equipe de cuidados paliativos? Descubra!

 em Dia a dia, Tratamento

A presença de um fonoaudiólogo é fundamental na equipe de cuidados paliativos. Entenda o porquê.

A equipe multiprofissional que conta com um fonoaudiólogo para realizar cuidados paliativos ainda é uma realidade recente. Contudo, já se verifica a importância da fonoaudiologia para pacientes com doenças graves, uma vez que esse profissional propicia o bem-estar físico, mental e social às pessoas enfermas e seus familiares.

O que são cuidados paliativos

Cuidados paliativos são aqueles que ajudam a melhorar a qualidade de vida de pacientes e familiares de pessoas que estejam passando por doenças graves. Tais cuidados têm como objetivo prevenir complicações maiores, aliviar dores e reduzir problemas físicos, emocionais e espirituais do paciente.

Doenças como câncer e outras que apresentam risco de morte são exemplos de enfermidades que requerem cuidados paliativos. A equipe de profissionais que trabalha com esses pacientes tem a função de orientar, incentivar e apoiar de maneira integral, de modo que a possibilidade de perder a vida seja encarada como um processo natural.

Cuidados paliativos e qualidade de vida

A perspectiva de terminalidade está constantemente associada aos cuidados paliativos, porém, as duas realidades não devem ser consideradas sinônimos. O quadro clínico de uma pessoa diagnosticada com uma doença grave precisa ser encarado com foco no aprimoramento da sua qualidade de vida.

Tanto a equipe multiprofissional quanto os familiares do paciente têm a função de dar apoio incondicional a este. Realizar cuidados paliativos significa humanizar o tratamento efetivo da doença, ainda que esta não tenha mais possibilidade de cura.

A importância do fonoaudiólogo

A presença do fonoaudiólogo como integrante ativo da equipe multiprofissional de cuidados paliativos promove ao paciente maior probabilidade de interagir com familiares e amigos.

A possibilidade de comunicar-se normalmente permite que o paciente tenha a continuidade do convívio social de maneira segura e confortável. Além disso, o fonoaudiólogo auxilia na manutenção da alimentação via oral, sem que o paciente perca o prazer em comer.

O trabalho de fonoaudiologia para pessoas sob cuidados paliativos acontece por meio de de estratégias de reabilitação ou controle das funções de deglutição, respiração, voz e fala.

A disfagia ou dificuldade de deglutir, por exemplo, não é considerada a complicação mais delicada do paciente paliativo. Porém, a modificação na deglutição pode ameaçar sua saúde física, de forma que pode incitar seu processo de morte, seja por pneumonia ou insuficiência respiratória.

A filosofia do atendimento de cuidados paliativos tem como foco o alívio do sofrimento físico, psicológico, social e espiritual da pessoa diagnostica com uma doença grave. Por isso, a presença do fonoaudiólogo é essencial na equipe multiprofissional que trata desses cuidados.

As funções do fonoaudiólogo

O profissional de fonoaudiologia é devidamente habilitado para colaborar de maneira ativa à equipe multiprofissional de cuidados paliativos. O fonoaudiólogo tem como função contribuir com conhecimentos específicos, avaliando os pacientes e prevenindo-os de problemas relacionados à deglutição e comunicação.

As orientações a pacientes e familiares também fazem parte das funções do fonoaudiólogo, de modo que a pessoa enferma consiga desenvolver suas potencialidades. Esse é um processo que deve acontecer de forma humanizada, respeitando as expectativas do paciente e as limitações da doença.

Precisar de cuidados paliativos é uma situação delicada, por isso esses cuidados devem ser realizados por uma equipe multiprofissional completa e experiente. Você tem algum conhecido que passa por alguma situação assim? Compartilhe este artigo com ele e contribua para a sua melhor qualidade de vida.

Postagens Recentes

Deixe um Comentário