Saiba como prevenir a neuropatia diabética | bioXtra

Saiba como prevenir a neuropatia diabética

 em Diabetes

A neuropatia diabética é um problema que afeta os nervos periféricos, os quais levam informações para o sistema nervoso central. Saiba tudo sobre a doença.

Os nervos periféricos são responsáveis por levar as informações dos órgãos receptores de estímulos ao sistema nervoso central. As falhas no funcionamento dessas fibras são chamadas de neuropatia periférica, que pode atingir um grupo específico ou nervos de todo o organismo.

O que é neuropatia diabética

A neuropatia diabética é a deficiência da atividade dos nervos periféricos ocasionada pelo diabetes. A complicação acontece porque a glicemia alta diminui a capacidade de eliminar radicais livres, o que dificulta o metabolismo de diversas células, em especial dos neurônios.

Sintomas

Os sintomas são variáveis de acordo com o paciente e em alguns casos podem nem aparecer. Os principais sinais do problema são:

  • Dor contínua, formigamento ou falta de sensibilidade nas mãos, braços, pernas e pés;
  • Dor excessiva decorrente de um estímulo ínfimo, como uma picada de alfinete ou uma leve esbarrada em algo;
  • Dores sem causa aparente;
  • Dores no coração, órgãos reprodutores e sistema digestivo;
  • Sensação de queimadura ou ardência;

O estágio mais preocupante da doença começa quando as dores, que antes eram muito fortes, começam a diminuir. Esta etapa leva ao risco de queimadura em todas as partes do corpo, pela falta de sensibilidade do paciente. Em casos mais graves, a redução da sensibilidade pode levar inclusive à amputação dos membros.

A diminuição do suor e a pele ressecada também são comuns em pessoas com neuropatia periférica. Além disso, podem ser associados à disfunção: a diminuição de energia, dificuldade de locomoção, baixa autoestima e problemas sociais (isolamento e depressão).

Neuropatia e diabetes

Os pacientes diabéticos, principais afetados com a neuropatia, sofrem com a doença por diferentes formas clínicas, como:

  • Mononeuropatia: acontece quando os nervos são comprometidos de forma isolada. A patologia mais comum é a síndrome do túnel do carpo, o que gera dormência e formigamento nas mãos e antebraço.
  • Neuropatia autonômica: característica por provocar hipotensão postural (queda da pressão arterial ao levantar-se, causando tontura) e impotência sexual. Pode causar ainda sensação de estômago “cheio”, problemas de transpiração e outros mais incomuns.
  • Polineuropatia distal: um dos tipos mais populares da doença, afeta principalmente os nervos longos, situados nas pernas e pés. Causa dores fortes, formigamento e sensação de ardência nos pés, em “formato semelhante a uma bota”. As crises mais intensas ocorrem durante à noite.

Causas

As principais causas do aparecimento da neuropatia diabética são:

  • Excesso de peso e obesidade;
  • Falta de controle do índice glicêmico;
  • Hipertensão;
  • Tabagismo.

Fatores como doença renal, retinopatia (problema na retina) e tempo de diabetes também influenciam no desenvolvimento da neuropatia. Cabe lembrar que tanto as mudanças nos vasos sanguíneos quanto no metabolismo podem gerar problemas aos nervos periféricos.

Como prevenir

Existem diversas formas de evitar e administrar a neuropatia diabética. Conheça as principais.

  • Autoexame diário de pés e pernas;
  • Higiene e cuidados pessoais com os pés, como limpeza de unhas, uso de cremes hidratantes e de calçados adequados;
  • Monitoramento constante e eficaz dos níveis de glicemia no sangue;
  • Uso de medicamentos específicos para evitar problemas com os nervos periféricos, tomados sob prescrição médica.

Procure sempre manter a sua saúde em dia, para evitar danos em curto e longo prazo. Comente abaixo o que você tem feito para evitar as consequências da neuropatia periférica.

Postagens Recentes

Deixe um Comentário

Contact Us

We're not around right now. But you can send us an email and we'll get back to you, asap.

Não pode ser lido? Mude o texto. captcha txt

Comece a digitar e pressione Enter para pesquisar