Sofre de boca seca? Resolva esse problema com essas 6 dicas

A boca seca, ou xerostomia, é um sintoma comum na população. Gera uma grande sensação de sede e de desconforto, dificultando a deglutição, reduzindo o sabor da comida e até aumentando a chance de cáries. Suas causas são diversas e vão desde a desidratação à síndrome de Sjogren, passando por efeitos adversos de medicamentos, estresse, tabagismo, diabetes e quimioterapia. Para descobrir como se livrar desse problema, é só ler abaixo as nossas dicas!

Elimine a causa

O mais importante é determinar o que está causando a boca seca. Mais de 500 medicamentos conseguem provocar esse efeito adverso, o que faz do uso de algum deles uma das causas mais comuns. Por exemplo, se você toma antialérgicos de primeira geração como a hidroxizina, pergunte ao seu médico se é possível trocar por um de segunda geração como a loratadina, que não age sobre os receptores que controlam a salivação. Outros medicamentos como remédios contra náuseas, antidepressivos tricíclicos, descongestionantes nasais e moderadores de apetite também são capazes de gerar esse efeito e podem ser substituídos de acordo com a avaliação médica.

Reduza o nível de estresse

O estresse e a ansiedade estimulam vias metabólicas que inibem a produção de saliva, fazendo com que pessoas muito ansiosas tendam a ter a boca mais seca. Dessa forma, é muito importante eliminar as fontes de estresse para restaurar o equilíbrio do organismo e voltar à produção normal de saliva.

Mantenha-se hidratado

Uma das causas mais simples de boca seca é a desidratação. Essa sensação pode ser um indício de que a sua ingestão de água está abaixo do necessário para o bom funcionamento do seu corpo, seja pelo calor do verão ou por alguma doença que aumente a perda de água como a diarreia, os vômitos e o diabetes. Então, independentemente da causa, não deixe de ingerir bastante líquido, lembrando que refrigerantes e outras bebidas açucaradas não valem, já que o alto teor de açúcar acaba aumentando a sensação de sede em vez de aliviar. Beba muita água, sucos naturais, água de coco e tenha uma alimentação rica em frutas e verduras.

Evite respirar pela boca

Ao ser respirado, o ar é umedecido antes de atingir os pulmões. A cavidade nasal tem um tecido especializado nisso, mas quando a respiração é feita pela boca acaba por ressecar a cavidade oral, causando o desconforto da boca seca. Assim, tente descobrir se há alguma obstrução nasal ou até mesmo um processo de ansiedade provocando esse tipo de respiração para resolver o problema.

Evite o álcool e o cigarro

O álcool inibe o hormônio antidiurético e acaba por aumentar em muito a produção de urina, desidratando o corpo. A melhor solução para isso é moderação na hora de beber e não se esquecer de manter o corpo bem hidratado. Já o cigarro, além de provocar diversos outros prejuízos à saúde do corpo todo, resseca a boca devido à alta temperatura da fumaça.

Estimule a produção de saliva ou use salivas sintéticas

Se as glândulas salivares ainda são capazes de produzir saliva só não recebem estímulos suficientes, gomas de mascar e balas duras em açúcar são ótimos recursos para aumentar a produção de saliva. Alguns medicamentos também são capazes de produzir esse efeito, como a pilocarpina e a cevimelina. Caso as glândulas salivares tenham sido destruídas, como na síndrome de Sjogren e após tratamentos para o câncer, é necessário o uso de salivas artificiais em forma de spray, gel ou enxaguantes.

A boca seca nunca ocorre isoladamente, sendo sempre consequência de alguma outra condição. É importante, então, procurar um profissional da área da saúde para que essa causa seja identificada e o melhor tratamento indicado. Alterações de hábitos de vida como parar de fumar, reduzir o consumo de álcool e aumentar a ingestão de água são sempre benéficos para a redução da sensação de boca seca independentemente da causa. Além disso, é importante lidar também com as consequências que a boca seca pode trazer, como o aumento na incidência de cáries e doenças periodontais e as lesões na mucosa oral, sendo recomendado um acompanhamento odontológico e a realização adequada da higiene bucal.

E então, ainda tem alguma dúvida? Deixe um comentário!

Postagens recentes
Comentários
  • Aline Karen Lacerda dos Santos
    Responder

    Obrigada. Acredito que meu problema seja unicamente essa síndrome sjogren. Ainda estou fazendo os exames pra ver se de fato é. Mas é boca seca incomoda mais que o olho seco. Terrível

Deixe Seu Comentário