Apraxia, veja os tipos e o diagnóstico!

 em Dia a dia

As apraxia afeta múltiplas funções do corpo. Veja neste artigo as o que é, as causas, sintomas e tratamentos indicados para a condição!

Desordem neurológica que pode afetar o corpo de diversas maneiras diferentes. A apraxia deixa a pessoa incapaz de realizar movimentos motores, mesmo com os músculos normais e ela já saiba qual é o movimento necessário. 

É bem comum que o quadro de apraxia cause complicações psicológicas, já que o paciente está sempre consciente das suas limitações físicas. Pessoas com apraxia costumam sofrer com baixa autoestima, transtornos depressivo, além de sofrer com problemas sociais e dificuldade na aprendizagem. 

Como qualquer condição neurológica, a apraxia pode se apresentar associada a outros problemas mais comuns, tais como:

  • Demência;
  • Acidente Vascular Cerebral (AVC);
  • Tumor no cérebro;
  • Traumatismo Craniano;
  • Doenças neurodegenerativas. 

Tipos de apraxia

Essa condição pode se apresentar de diferentes formas, afetando mais gravemente certa região do corpo ou função específica. Veja abaixo todas elas:

Apraxia da fala

Confundida frequentemente com autismo ou com doenças neuromusculares. Neste caso, a pessoa tem o desejo de falar, os músculos da boca são capazes de falar mas é muito difícil ou impossível mover a musculatura para conseguir falar de fato. 

A apraxia da fala pode estar presente desde o nascimento ou se desenvolver durante os anos. Inclusive, pode acontecer em qualquer idade, não só com crianças. 

Apraxia ideomotora

Neste caso, o paciente não consegue cumprir uma tarefa complexa um um objeto em questão. Como por exemplo acenar ao se despedir, usar uma caneta, escovar o cabelo. 

Apraxia orofacial ou bucofacial

Este tipo de apraxia impede que os pacientes realizem por livre e espontânea vontade alguns movimentos faciais. Alguns exemplos são que as pessoas que sofrem com apraxia orofacial ou bucomaxilo não são capazes de piscar o olho voluntariamente, sorrir ou franzir o cenho. 

Apraxia membro-cinética

Os pacientes que sofre deste tipo de apraxia não conseguem mover voluntariamente os braços e as pernas. 

Apraxia ideacional

Neste caso, as pessoas não conseguem realizar tarefas complexas em uma ordem correta. É normal os casos de no dia a dia o paciente inverter os passo e calçar o sapato antes da meia por exemplo. 

Como é feito o diagnóstico da Apraxia?

Fechar o quadro de apraxia costuma ser um tanto quanto difícil pois não existe nenhum exame específico para descobrir a condição. Alguns dos exames mais solicitados para investigação do caso são:

  • Tomografia computadorizada ou ressonância magnética para avaliar lesões no cérebro e a possibilidade de ter ocorrido um acidente vascular cerebral. Além de também ser possível descobrir se existe algum tumor na região; 
  • Eletroencefalograma costuma ser solicitado para descartar a suspeita de apraxia causada por epilepsia. O exame é feito com eletrodos no couro cabeludo e é um exame não invasivo que registra toda a atividade cerebral. 
  • Punção lombar é a coleta de líquido da medula para análise. Neste caso é examinado se existe uma inflamação ou infecção no cérebro e se houver, qual a gravidade do caso. 

Conhece alguém que sofre com apraxia? Deixe seu relato nos comentários, compartilhe o artigo nas suas redes sociais e ajuda na conscientização da doença! 

Postagens Recentes

Deixe um Comentário

Comece a digitar e pressione Enter para pesquisar

tocsoplasmosecancer de prostata