Brotoeja: o que é, causas e como tratar! | bioXtra

Brotoeja: o que é, causas e como tratar!

 em Dia a dia

Bolinhas vermelhas que costumam aparecer espalhadas pelo corpo. Descubra neste artigo o que é brotoeja, as possíveis causas e tratamentos!

A brotoeja nada mais é do que manchas e bolinhas avermelhadas como reação natural do corpo ao calor excessivo e ao suor. Isso acontece porque as glândulas sudoríparas ficam tapadas por algum motivo, impedindo cada vez mais que o corpo transpire.

Os locais mais comuns para aparecer brotoeja são no rosto, costas, peito e articulações que criem dobrinhas. Apesar de causar um desconforto com coceira e ardor, parecendo picada de mosquito, as brotoejas não são graves e costumam desaparecer naturalmente.

As partes do corpo afetadas pelas bolinhas e manchas vermelhas não devem ficar úmidas e nem sujas. Se possível, a pessoa afetada deve evitar o calor e banhos quentes.

Os grupos de pessoas com mais chances de desenvolver brotoejas são bebês de até 1 mês, já que o corpo ainda não tem todas as glândulas de suor desenvolvidas. Pessoas que praticam esportes e atividades físicas no calor tem maiores chances de sofrer com as brotoejas.

Como tratar a brotoeja?

O diagnóstico pode ser feito facilmente com uma avaliação física por um clínico geral ou por um dermatologista. Mesmo que já exista a suspeita de brotoeja, é necessário se consultar com um médico para avaliar a gravidade e receitar o tratamento adequado.

Em crianças e bebês a condição pode ser diagnosticada pelo pediatra que já acompanha a criança.

O problema na maioria dos casos desaparece naturalmente ao longo de alguns dias. Porém, em casos de ardor e coceira muito fortes podem ser usadas pomadas ou medicação anti-alérgica via oral.

Algumas dicas para aliviar os sintomas da brotoeja:

  • Dar preferência a tecidos naturais;
  • Usar roupas leves, soltas e frescas;
  • Evitar tecidos sintéticos;
  • Evitar se expor ao sol;
  • Evitar locais quentes;
  • Evitar exercícios físicos;
  • Aplicar panos molhados com água fria nos locais irritados;
  • Tomar banhos gelados sempre que possível.

Seguindo as recomendações acima a brotoeja tende a desaparecer em até 4 dias.

Em casos de bebês, os pais ou responsáveis devem prestar atenção em casos que a brotoeja cause febre, pus, aumentam de tamanho ou quantidade e fiquem quentes. Raramente brotoeja pode causar ínguas no pescoço, virilha e axilas. Quando o quadro evolui assim é necessário buscar pelo pronto socorro mais próximo para ter atendimento.

Brotoeja tem cura?

Sim. A brotoeja é temporária e costuma ir embora em alguns dias mesmo sem tratamento. Porém, com o tratamento adequado evita-se a recorrência do problema.

Os tipos de brotoeja

A brotoeja é uma condição simples e que não causa muitas complicações. Porém, clinicamente ela pode ser diagnosticada em 4 tipos diferentes.

Miliária rubra

Este é o tipo mais comum de brotoeja. Neste caso a pessoa sofre com a coceira e sensação de ardência. A miliária rubra apresenta erupções vermelhas.

Miliária profunda

Em casos não tratados, a miliária rubra pode evoluir para a profunda e causar bolinhas e manchas no momento em que a pessoa fica exposta ao calor e realiza atividades físicas.

Miliária cristalina

Neste casos as bolinhas são da cor da pele ou um pouco esbranquiçadas. As pessoas que estão com miliária cristalina não tem sintomas incômodos de ardência e coceira, as bolinhas apenas estão ali sem nenhum sintoma.

Miliária pustulosa

A brotoeja deste tipo é a mais rara. As erupções cutâneas costumam ser muito maiores e infeccionar, liberando pus se estourado. As bolinhas podem ficar avermelhadas e com uma pontinha amarela.

Conhece alguém que sofre ou já sofreu com as brotoejas no calor? Compartilhe esse post nas suas redes sociais ou marque os amigos nos comentários!

Postagens Recentes

Deixe um Comentário

Comece a digitar e pressione Enter para pesquisar