fbpx

O que é o complexo de rejeição e como superá-lo?

 em Depressão

Se sentir sempre excluído gera diversos problemas e pode estar atrelado a transtornos emocionais. Entenda o que é o complexo de rejeição e como superá-lo!

O complexo de rejeição é um sentimento comum porém altamente prejudicial que faz com que a pessoa se sinta constantemente rejeitada por outras pessoas ou grupos. Essa condição pode ter sido causada por experiências ruins vivenciadas no passado que ainda atormentam essa pessoa. 

Se sentir rejeitado por todos afeta a qualidade de vida dessa pessoa em todos os aspectos. É comum que a pessoas tenha uma percepção deturpada em relação a si mesmo e que sempre crie ou se envolva em situações sabotadoras de alguma forma. 

Pequenos comentários ou atitudes externas são suficientes para desestabilizar a pessoa complexada. Isso atrapalha diretamente nas suas relações interpessoais, pessoais e profissionais. 

O apoio especializado é indicado

Sair de uma situação delicada e tão dolorida é um processo que deve ser acompanhado por profissionais especializados. 

  • Psiquiatras e psicólogos são os mais indicados para avaliar e acompanhar periodicamente o paciente. 
  • O complexo de rejeição normalmente é atrelado a doenças. Diversas condições podem necessitar acompanhamento com outras especialidades médicas como dentistas, cardiologistas, dermatologistas e tantos outros. 
  • Endocrinologistas podem ajudar a melhorar a saúde física e a proporcionar bem estar através da alimentação e suplementação se for necessária.
  • Profissionais de educação física podem apoiar o caminho para a melhora desse paciente através de exercícios físicos apropriados. A liberação de hormônios de prazer e satisfação são importantes para melhora.
  • Se a pessoa em questão tem problemas com a própria imagem de forma estética. Especialistas como cabeleireiros, esteticistas e diversos outros que cuidam da beleza física podem ajudar. 

Complexo de rejeição X Depressão

A depressão atualmente também é chamada como o mal do século, já que afeta mais de 2 milhões de brasileiros. A condição se apresenta diferente em cada pessoa com sintomas em intensidades e manifestação distintas. 

Essa condição pode afetar pessoas de todos os sexos, idades, classes sociais e pode acontecer após uma situação traumática ou sem nenhum motivo aparente.

Depressão associada a outras condições

Muitos pacientes que são diagnosticados com depressão também sofrem com outras doenças psicossociais como o complexo de rejeição, transtorno de ansiedade generalizada, bipolaridade ou síndrome do pânico.

Principais sintomas

  • Sentimento de culpa frequente;
  • Secura bucal;
  • Sentimento de incapacidade;
  • Perda de interesse ou interesse exacerbado em tudo;
  • Baixa libido;
  • Tristeza eminente;
  • Crises de choro frequentes;
  • Sensibilidade aflorada;
  • Medo de interagir com outras pessoas;
  • Insônia ou hipersonia;
  • Inquietação;
  • Dificuldades em se concentrar.

Diagnóstico e tratamento

O médico que pode fazer o diagnóstico da depressão são os psicólogos e psiquiatras. Os exames primários costumam ser exames de sangue para descartar doenças que podem gerar os sintomas próximos, como as disfunções na glândula da tireóide. 

Quando a depressão é diagnosticada associada ao complexo de rejeição, o tratamento consiste na maioria dos casos em terapia e medicação via oral, como antidepressivos, ansiolíticos, recaptadores de serotonina, antipsicóticos e outros dependendo da necessidade do paciente.

Conhece alguém ou se encaixa no perfil que descrevemos neste artigo? Procure apoio de alguém da sua confiança para começar o tratamento. Torcemos pela sua melhora! 

Desculpa! O autor ainda não preencheu seu perfil.
Postagens Recentes

Deixe um Comentário

Comece a digitar e pressione Enter para pesquisar