Crianças diabéticas: sintomas, diagnóstico e tratamentos

 em Diabetes, Tratamento

Doença que pode afetar pacientes de todas as idades. Entenda os sintomas, diagnóstico e tratamentos indicados para crianças diabéticas!

A diabetes é uma doença sem cura que é pode acometer pessoas de todas as idades. Quando acontece na infância é mais comum em crianças obesas. As alterações de glicose no sangue podem ser causadas pela disfunção do pâncreas na produção do hormônio insulina ou baixa dificuldade do corpo de absorver.

Muito comum em crianças e adolescentes atualmente, a diabetes costuma ser diagnosticada entre os 7 e os 15 anos de idade. Porém com a má alimentação dos bebês e crianças, os números de diagnósticos antes dos 6 anos de idade tem aumentado.

A diabetes pode ser diagnosticada em 2 grupos. A diferença é que no tipo 1 o pâncreas produz pouca ou nenhuma insulina. Já no tipo 2 o corpo tem problemas em absorver ou processar a glicose produzida pelo corpo.

Principais sintomas de diabetes na infância

Em casos de diabetes tipo 1 os principais sintomas que os pais devem prestar atenção são:

  • Apetite aumentado;
  • Sede constante;
  • Sonolência;
  • Dores de cabeça;
  • Dores de barriga;
  • Coloração escura nas dobrinhas;
  • Mudanças de humor;
  • Emagrecimento sem motivos;
  • Urina frequente e em grande volume;
  • Cansaço.

Casos de diabetes tipo 2 não costumam vir acompanhados de nenhum sintoma.

Como é feito o diagnóstico

O médico responsável pelo diagnóstico em crianças diabéticas é o endocrinologista. O pediatra que realiza o acompanhamento da criança deve sempre estar atento aos primeiros sinais da doença para encaminhar se tiver a necessidade.

No consultório do endocrinologista são solicitados exames de sangue e de glicemia capilar. Esses são feitos a fim de diagnosticar qual o tipo de diabetes e oferecer o melhor tratamento para a criança.

Tratamentos indicados para crianças diabéticas

O descontrole das taxas de açúcar e aplicações de insulina feitas de forma irresponsável podem causar problemas na saúde dos olhos, coração, rins e vasos sanguíneos. Podendo causar até o coma.  

Alimentação

Crianças diabéticas precisam seguir uma dieta formulada por um nutricionista ou endocrinologista. Cortando alimentos com muito açúcar, massas, gorduras, frituras, embutidos e industrializados, as crianças costumam ter uma boa resposta ao tratamento.

O tratamento pode proporcionar uma vida normal, controlando os níveis de glicose e mantendo a saúde como um todo.

Exercício físico

As atividades físicas ajudam a criança a abaixar as taxas alteradas, mantendo a vida e a rotina normal. A criança deve escolher o exercício junto a família, para que seja algo divertido e não um fardo.

Algumas opções podem ser: natação, esportes em equipe, ginástica olímpica, danças, aulas de circo e tantas outras. A atividade escolhida deve ser feita pelo menos 3 vezes na semana.

Medicação

Em casos que a diabetes é a de tipo 2, pode ser receitado o uso de medicação oral junto à insulina.

Conhece alguma criança que tem os sintomas de diabetes? Compartilhe esse post com os familiares responsáveis!

Postagens Recentes

Deixe um Comentário

Comece a digitar e pressione Enter para pesquisar

Diabetes e álcool cuidado com essa combinaçãoDoença de Besnier Boeck tudo que você precisa saber