Depressão e solidão: qual a relação? Entenda!

 em Ansiedade, Depressão

A depressão e solidão podem ou não andar juntas. Entenda a relação, os sintomas, causas e tratamentos indicados para se sentir melhor!

A depressão é um transtorno psicológico que causa sintomas emocionais e físicos. A doença costuma contar com um estigma negativo e com a falta de compreensão das pessoas a volta, porém sem o tratamento correto há risco de se tornar grave e até levar a morte.

Os sintomas da depressão ajudam no momento do diagnóstico, encaixando a doença no tipo correto para dar início aos tratamentos. Os tipos mais comuns de depressão são:

  • Depressão unipolar;
  • Depressão afetivo-sazonal;
  • Depressão bipolar;
  • Depressão pós-parto;
  • Distimia;
  • Depressão psicótica.

Ainda não foi descoberta a causa da doença. Estuda-se que é uma junção de fatores genéticos, psicológicos e ambientais. Por este motivo, o grupo de risco conta com pessoas com histórico familiar de depressão, quem sofre com outros distúrbios psicossociais e pessoas muito solitárias.

Qual a relação entre depressão e solidão?

Como foi citado acima, pessoas solitárias têm maiores chances de desenvolver o quadro depressivo. É importante frisar que estar sozinho é diferente de ser solitário. E também pode ser o caso de estar rodeado de pessoas e se sentir assim.

A solidão pode sim se tornar um gatilho para depressão. Por isso é importante prestar atenção sempre nos sintomas que vêm associados. Os sintomas da solidão muito tem a ver com desconforto, incompreensão e não se sentir importante para os outros.

O quadro de depressão apresenta sintomas físicos como:

  • Boca seca;
  • Fadiga e dores musculares;
  • Mudanças no apetite e no peso;
  • Dores de cabeça frequentes;
  • Crises de choro;
  • Dificuldades de se concentrar;
  • Problemas na digestão.

Os sintomas psicológicos mais comuns na depressão são:

  • Sentimento de vazio;
  • Sentimento de culpa;
  • Falta de esperança;
  • Desinteresse sexual;
  • Angústia e tristeza;
  • Preocupações que não saem da cabeça;
  • Falta de autoestima e autoconfiança.

Como é feito o diagnóstico?

O diagnóstico para depressão, seja ela associada a solidão ou não, precisa de exames clínicos e consultas. As especialidades médicas que podem realizar o diagnóstico são os psicólogos e psiquiatras. É normal que as pessoas mais próximas ou a própria pessoa tenha consciência da gravidade do quadro a partir dos sintomas demonstrados no dia a dia.

Tratamento indicado

O tratamento da depressão pode demorar semanas e até meses para começar a aliviar os sintomas. São eles:

Medicação

O uso de medicação via oral só pode ser receitado por psiquiatras que acompanham o caso. Normalmente são receitados antidepressivos, ansiolíticos, recaptadores seletivos de serotonina. Caso o paciente tenha sintomas que prejudiquem sua qualidade de vida, estes também serão medicados de acordo.

Acompanhamento psicológico

O acompanhamento psicológico é de extrema necessidade, principalmente no caso de pacientes solitários. Durante as sessões são discutidos os acontecimentos da vida pessoal e profissional, além de sentimentos que causam reflexo negativo.

A terapia ajuda o paciente a descobrir novas formas de aceitar e lidar com seu problema psicológico.

Alimentação

A alimentação do paciente depressivo deve ser rica em triptofano, pois este ajuda o corpo a captar a serotonina (hormônio da felicidade e do prazer). Alguns alimentos com este composto são: banana, carne de aves, derivados do leite, grãos integrais e frutos do mar.

Não é indicado para quem está realizando o tratamento para depressão ingerir álcool, drogas ou fazer uso de cigarro.

Rede de apoio

Ter pessoas próximas dispostas a ajudar no tratamento é de extrema importância para a recuperação rápida. Pessoas solitárias devem buscar terapias em grupo ou ocupacionais para aos poucos criar essa importante rede de apoio.

Conhece alguém que é solitário e você acha que tem depressão? Compartilhe esse post com ela(e).

Postagens Recentes

Deixe um Comentário

Comece a digitar e pressione Enter para pesquisar

Homem chorando5 dicas para conviver melhor com alguém em depressão