Depressão unipolar: sintomas, causas e principais tratamentos!

 em Depressão, Dia a dia

A depressão unipolar é um dos tipos mais comuns da condição. Entenda neste artigo os sintomas, causas e tratamentos!

A depressão é uma transtorno psicossocial muito frequente e comum. Estima-se que 4,4% da população mundial sofra com a doença e com os principais sintomas.

Muitas vezes a depressão unipolar é confundida com a bipolar, porém a maior diferenciação entre as duas é que a unipolar tem como principal característica as longas fases depressivas, enquanto a bipolar oscila entre tristeza e euforia.  

De diagnóstico delicado, a depressão unipolar pode ser confundida com estresse, mau humor e até com “personalidade forte”. As crises depressivas podem começar na infância e acompanhar os pacientes até a terceira idade.

Sintomas da depressão unipolar

  • Apatia;
  • Tristeza eminente;
  • Boca seca;
  • Insônia ou hipersonia frequentes;
  • Irritação;
  • Dores musculares;
  • Ansiedade generalizada;
  • Fadiga;
  • Desinteresse em coisas que antes gostava;
  • Perda de interesse sexual;
  • Variações no apetite;
  • Pessimismo;
  • Sentimento de culpa;
  • Pensamentos suicidas;
  • Falhas na memória e raciocínio.

Inerente a condição em condições gravíssimas, a tendência suicida é real e todos a volta devem ficar em alerta. O Centro de Valorização a Vida presta atendimento gratuito em diversas plataformas para prestar apoio emocional e prevenir o suicídio, entre em contato e peça ajuda.

Causas mais comuns

O quadro de depressão não tem uma única causa específica. Especialistas estudam que o transtorno pode estar diretamente relacionado com hereditariedade, problemas pessoais, ambiente de convivência e após algum trauma vivido pela pessoa.

Principais tratamentos

O tratamento de depressão pode se estender por anos e até para a vida toda. As especialidades médicas responsáveis por tratar a depressão são os neurologistas, psicólogos e psiquiatras.

Medicação

A medicação pode ser crucial para a melhora do paciente. Com o uso de ansiolíticos, anti depressivos, anti psicóticos e inibidores seletivos para recaptação de serotonina, o paciente se recupera mais facilmente das crises e deixa os momentos depressivos mais esporádicos.

O uso na dosagem correta acompanhado de um médico eleva a qualidade de vida dessas pessoas e seu bem estar.

Tratamentos alternativos

Cada pessoa reage de uma forma ao tratamento contra a depressão, por isso existem diversas opções que podem ajudar na caminhada para a cura.

Terapias

Hoje em dia é fácil encontrar psicólogos que atendem em linhas de tratamento baseadas em filósofos diferentes e com abordagens únicas. Cabe ao paciente encontrar um profissional que confie e se identifique para ajudar a lidar com a doença e descobrir caminhos para evitar a crise.

Psicoeducação

Quando o paciente entende de fato a doença é consideravelmente mais fácil que ele realize o tratamento de forma correta.

Alimentação

O paciente que realiza uma alimentação balanceada e rica em triptofano (que ajuda o corpo a produzir serotonina, hormônio da felicidade) costuma se sentir melhor. A hidratação também não deve ser deixada de lado, o paciente deve ingerir 2 litros de água por dia.

Outros tipos de depressão

  • Depressão bipolar;
  • Distimia;
  • Depressão afetivo-sazonal;
  • Depressão psicótica;
  • Depressão nervosa;
  • Depressão pós parto;
  • Depressão disfórica pré menstrual;
  • Depressão por medicamentos.

Conhece alguém que sofre com a depressão unipolar? Compartilhe este artigo nas redes sociais e ajude um amigo a se conscientizar, contamos com a sua ajuda!

Postagens Recentes

Deixe um Comentário

Comece a digitar e pressione Enter para pesquisar

Depressão bipolar sintomas tipos e tratamentos adequadosLúpus eritematoso sistêmico