fbpx

Entenda o que é endometriose e como é o tratamento!

 em Dia a dia

Condição que pode gerar dores, irregularidades clínicas e até infertilidade em mulheres jovens. Entenda o que é endometriose e como é o tratamento indicado!

A endometriose é um distúrbio muito comum em que o tecido do útero passa a crescer fora do útero, causando complicações clínicas e incômodos. Com mais de 2 milhões de casos por ano, esse distúrbio pode ser presente também nos ovários, tubas uterinas e intestino.  

O diagnóstico é lento e demorado, costuma ser feito entre 25 e 35 anos. Porém, costuma começar logo após o início da primeira menstruação. Não é raro que aconteça em mulheres da mesma família.

Sintomas da endometriose

Cada paciente é único e tem diferentes manifestações da condição. Os sintomas podem variar dentro de grandes grupos, veja abaixo e entenda!

Dores

As dores podem variar na sensibilidade, que são: leve, aguda e forte. Além disso costumam se intensificar durante a relação sexual com penetração ou ao defecar. 

Costuma ser mais frequente na pélvis, reto, vagina, lombar e na parte inferior do abdômem. 

Irregularidades menstruais

As variações na menstruação são particulares e apesar de importantes de serem relatadas, não são decisivas no diagnóstico. As irregularidades podem ser confundidas com diversos outros problemas hormonais e podem se manifestar como:

  • Cólicas com muita dor;
  • Menstruação intensa;
  • Menstruação prolongada por muitos dias;
  • Menstruar várias vezes no mês ou não menstruar por meses.

Outros 

  • Inchaço abdominal;
  • Sensibilidade à dor;
  • Nauseas frequentes;
  • Gases;
  • Diarréias frequentes;
  • Constipação intestinal.

Tratamento indicado para endometriose

As mulheres que identificarem os sintomas devem procurar por um ginecologista para realizar os exames indicados e ter o diagnóstico. 

Exames 

Os exames que costumam ser feitos são exames de toque e imagem. Fechar o diagnóstico pode demorar, já que alterações hormonais podem ter outros fundos, como emocional e psicológico.

É indicado que primeiro seja feito o exame pélvico de toque vaginal e retal, que é feito no próprio consultório e procure por anormalidades (nódulos ou massas nos órgãos reprodutores). O segundo passo é o ultrassom, que analisa as imagens procurando por cistos, que são associados a endometriose; Pode ser necessária uma preparação intestinal para estudar aspectos mais profundos.

Para detectar cistos endometrióticos ou endometriose profunda, deve ser feita a ressonância magnética, já que consegue mapear lesões da pelve ao abdômen. 

Solução 

As soluções possíveis para aliviar o paciente que sofre com os sintomas da endometriose dependem da idade da mulher e da gravidade do seu caso. 

Em casos mais leves, costuma ser receitada apenas medicação para retardar a progressão da doença e controlar as dores. Em casos mais graves, o procedimento deve ser cirúrgico, para retirar as áreas afetadas ou a histerectomia, que retira os dois ovários da mulher. 

Na maioria dos casos faz parte do tratamento interromper o ciclo menstrual. Essa pausa pode ser feita com pílulas anticoncepcionais de estrogênio e progesterona sem pausa para menstruar ou de progestagênios isolados em pílulas ou injetáveis, e até mesmo o DIU (dispositivo intrauterino). 

Conhece alguma mulher que foi diagnosticada com endometriose? Compartilhe com seus amigos nas redes sociais para aumentar a conscientização da doença e deixe seu relato abaixo! 

Desculpa! O autor ainda não preencheu seu perfil.
Postagens Recentes

Deixe um Comentário

Comece a digitar e pressione Enter para pesquisar

mao alienigenacancer de boca