fbpx

Enxaguatório bucal: quando e como usar?

 em Produtos bioXtra

O enxaguatório bucal é o complemento perfeito para a sua escovação diária.

Sabemos que a higiene oral do brasileiro ainda é bem precária. Em 2015, uma pesquisa do IBGE comprovou que apenas 53% da população usa os três elementos — escova, pasta e fio dental — para a limpeza completa. Portanto, contar com complementos que possam fortalecer a higienização da boca pode fazer toda a diferença nos resultados. Por isso, o enxaguatório bucal é uma ótima opção.

Com diversos benefícios para a arcada dentária, o enxaguatório bucal é o complemento ideal para quem deseja dar uma reforçada na limpeza diária. No entanto, para escolher o produto adequado, é essencial observar algumas especificações.

Neste artigo, você vai entender mais sobre o enxaguatório bucal e suas vantagens na limpeza da boca. Confira!

Qual a importância do enxaguatório bucal?

O enxaguante bucal é o elemento que finaliza a limpeza dos dentes. Trata-se de um líquido com agentes que eliminam germes, protegem a arcada dentária e prolongam os efeitos da limpeza. Ele é um complemento após o uso da pasta de dentes e do fio dental, já que tem como função retirar resíduos de bactérias que tenham restado após a escovação.

O produto também é muito indicado para:

  • pessoas mais sujeitas a desenvolver cáries ou doenças periodontais;
  • pós-operatório de cirurgias bucais;
  • quem sofre de sensibilidade dental.

Como escolher o produto?

Veja nossas dicas para escolher o melhor enxaguante.

Opte pelos sem álcool

O álcool isopropílico é uma substância germicida muito usada em produtos de higienização. No entanto, deve ser evitada em itens como o enxaguatório bucal. Sua característica desidratante faz com que ele resseque a região e, se houver uma área machucada, você pode sentir ardência.

Por fim, o produto também deixa o esmalte do dente mais poroso e, consequentemente, mais suscetível a amarelar.

Os enxaguatórios bucais livres de álcool costumam destacar essa informação na embalagem. Além disso, o álcool deixa uma sensação de “ardor”, que dá a impressão de que realmente está limpando. Por outro lado, o enxaguante sem a substância tem a mesma capacidade de limpeza e proteção, sem causar irritação, ressecamento ou porosidade.

Tenha cuidado com a clorexidina

A clorexidina é um produto antisséptico, ou seja, que elimina todas as bactérias da boca. Porém, nem toda a flora natural deve ser eliminada, já que muitos micro-organismos são essenciais para a nossa saúde. Portanto, uma solução com esse componente só pode ser usada com orientação do odontologista. Em exagero, pode causar os mesmos problemas do álcool e até manchas nos dentes.

Observe suas necessidades

Cada pessoa exige produtos específicos: dentes sensíveis, por exemplo, devem passar longe do álcool. Já os que têm boca seca precisam de soluções que possam amenizar o problema.

Outro detalhe importante é que os diabéticos precisam evitar enxaguantes que tenham açúcar em sua composição, comum nos produtos com corantes.

Quais as contraindicações?

Infelizmente, nem todos podem usar enxaguatórios bucais. Crianças menores de 3 anos, idosos com graves dificuldades motoras e pacientes em fase de quimio ou radioterapia não podem utilizar o produto.

Crianças maiores de 3 anos não devem utilizar formulação com flúor ou álcool. Já quem fez clareamento dental deve evitar formulações com corantes para não criar manchas nos dentes.

Como usar o enxaguante?

Não há mistério: é só seguir as instruções da embalagem. O importante é que ele seja usado após a limpeza e, é claro, não substitua a escovação. Embora seja um ótimo complemento, o enxaguatório bucal é um auxiliar, e não a etapa principal da limpeza. O produto não consegue eliminar a placa bacteriana por completo nem restos alimentares que ficam presos entre os dentes.

No geral, a indicação é encher a tampinha do enxaguatório bucal até a medida indicada e bochechar por 1 minuto. Atenção para não engolir o produto: dependendo da quantidade, pode causar enjoos.

Não dilua!

Muita gente costuma diluir o enxaguante porque acha a solução muito forte (provavelmente pela composição com álcool) ou para fazê-lo render mais. Contudo, se não houver nenhuma especificação na embalagem afirmando que é necessário diluir, não faça. Isso diminui a capacidade de limpeza e proteção do produto, já que as substâncias estarão em quantidades menores.

Quando usar o enxaguatório bucal?

O ideal é que ele seja usado duas vezes ao dia: após a primeira e a última escovação, sem substituir o fio dental ou a pasta de dentes.

Aumente a proteção da sua boca

O enxaguante é essencial para a saúde bucal, pois ajuda a proteger os dentes contra cáries, evita o mau hálito e lubrifica a arcada dentária, mantendo a limpeza por mais tempo. No entanto, é preciso escolher o produto mais adequado para as suas necessidades.

Para você que sofre de xerostomia, a bioXtra criou o enxaguatório bucal para boca seca. Além de fortalecer o esmalte do dente, ele ajuda no combate à formação de cáries dentárias, alivia os sintomas e efeitos da condição.

O produto ajuda na manutenção da higiene, mantém o equilíbrio do microambiente da boca, refresca o hálito e lubrifica a mucosa oral e a região posterior da garganta (traqueia).

Quer saber mais sobre essa e outras soluções para sua saúde bucal? Visite a loja da Oral Saúde para ter acesso aos produtos bioXtra!

bioXtra Brasil: Produtos especializados para cuidados especiais para bocas secas e sensíveis 

Postagens Recomendadas

Deixe um Comentário

Comece a digitar e pressione Enter para pesquisar

enxaguante bucal para gengivite