fbpx

Fonoaudiologia e fisioterapia podem ajudar na disfagia? Entenda!

 em Boca seca, Tratamento

Entenda neste artigo o que é e como tratar a disfagia com acompanhamento do fonoaudiólogo e fisioterapeuta. É possível voltar a engolir normalmente!

Alterações no momento da deglutição tem o nome clínico de disfagia e podem acometer qualquer parte do trato digestivo, ou seja, do estômago até a boca. Essa condição pode surgir totalmente isolada ou associada a outras condições e doenças.

A disfagia é um sinal do corpo de que o esôfago não está funcionando da forma correta. As causas que podem estar associadas são distúrbios neurológicos, psicológicos e além de ser muito comum em pacientes com idade avançada. 

Negligenciar os primeiros sintomas é o maior motivo de agravamento da condição. Quanto mais cedo for diagnosticado, mais rápido poderá ser tratado e descobrir a causa. Sentir a dificuldade para deglutir pode ser um sinal de doenças graves como:

  • Câncer de esôfago; 
  • Megaesôfago;
  • Doença de Alzheimer.

Diversas especialidades médicas podem ajudar no tratamento 

Como é feito o tratamento de disfagia

Para fazer o tratamento correto da disfagia não é difícil, mas vários cuidados devem ser tomados. É fundamental neste momento a integração de várias equipes com diversas especialidades, para tratar o paciente, os sintomas, fazer o diagnóstico. 

Para evitar a desnutrição e engasgamentos consecutivos que são as maiores reações do corpo que sinalizam a disfagia, especialistas recomendam a adaptação da alimentação. Por este motivo um nutricionista é essencial no processo. 

Os alimentos sólidos devem ser esmagados ou triturados junto com líquido para que possam ser engolidos com facilidade. Já as refeições frias, como iogurte e vitaminas, podem aliviar a dor provocada no esôfago pelo distúrbio. Variar o cardápio é importante para o paciente se manter nutrido e com vontade de se alimentar. A disfagia pode diminuir o apetite, portanto, garantir os nutrientes necessários para o bom funcionamento do organismo é fundamental.

Fonoaudiologia e fisioterapia podem ajudar

O fonoaudiólogo é o profissional que trabalha todos os aspectos da comunicação humana, sendo elas a linguagem oral, escrita, fala, voz e audição. Além disso, esse profissional é responsável pelo acompanhamento e tratamento da mastigação, respiração e deglutição. 

Em casos de disfagia, o fonoaudiólogo é essencial, já que desenvolver atividades para o paciente evitar e tratar a dor, além de avaliar a gravidade do caso, fazer o diagnóstico e terapia.

Não é incomum que o fonoaudiólogo trabalhe em parceria com o especialista em fisioterapia. O profissional fisioterapeuta é reconhecido na maioria dos casos por tratar de dores e condições musculares, o que não deixa de ser seu trabalho, mas também vai bem além disso. 

O fisioterapeuta pode atender também pacientes com condições respiratórias, e é neste caso que a disfagia se encaixa. O especialista poderá ajudar a melhorar a qualidade de vida do paciente ensinando técnicas de respiração para evitar engasgos. O intuito é tratar e prevenir a piora destas doenças, além de melhorar a qualidade de vida e o bem-estar geral dessas pessoas

Como bioXtra pode ajudar

Para quem sofre com disfagia, a falta ou a baixa qualidade da saliva é um agravante. Sem uma saliva de qualidade, o bolo alimentar não é devidamente formado, o que dificulta ainda mais a ingestão dos alimentos.

Para resolver esse problema, experimente os produtos bioXtra!

Com os produtos bioXtra os sintomas são amenizados, trazendo maior qualidade de vida para o paciente e tornando o ato da deglutição menos doloroso e mais funcional, auxiliando no tratamento paliativo da disfagia.

Os produtos bioXtra atuam como um substituto ou complemento eficaz para a saliva natural do corpo, regulando o microambiente da boca, fortalecendo o esmalte do dente e prevenindo a formação de cáries dentárias, gerando um hálito mais fresco e gengivas mais saudáveis. 

Conheça a linha de produtos bioXtra

É importante ressaltar que todos os produtos não tem em sua composição clorexidina, álcool, açúcar e lauril sulfato de sódio, podendo ser usados continuamente e por qualquer pessoa.

Gel oral (saliva artificial): Devido sua textura viscosa e densa, proporciona uma hidratação mais duradoura. É indicado principalmente antes de dormir e pela manhã, ao acordar.

Spray bucal: Tem o uso mais prático dentre os produtos da linha, deve ser usado pelo paciente ao longo do dia para um alívio instantâneo do desconforto.

Creme dental: Ajuda a manter os dentes saudáveis e promove o hálito fresco. Com baixa formação de espuma, o creme dental é suave e deve ser utilizado em todas as escovações.

Enxaguatório bucal: Sua hidratação mantém a umidade por mais tempo após a escovação. Deve ser usado como um complemento ao creme dental. 

Gostou deste artigo? Compartilhe nas suas redes sociais e ajude na conscientização da disfagia e da importância de profissionais qualificados para o tratamento!

FNL

Maria Helena Leite
Fisioterapeuta
Universidade Católica de Petrópolis – 1984

Postagens Recentes

Deixe um Comentário

Comece a digitar e pressione Enter para pesquisar

saude bucal X qualidade de vidadoença celiaca