Língua ardendo, o que pode ser, sintomas associados e tratamentos

 em Dia a dia

Condição incômoda que pode ser indicativo de um problema na saúde. Entenda neste artigo o que pode ser e como tratar a língua ardendo!

A língua ardendo na grande maioria dos casos é resultado e sintoma principal da síndrome da boca ardente.

O sintoma pode atrapalhar a vida do paciente gerando dificuldades para comer e dormir, já que o sintoma é predominante a noite.

Descubra a seguir quais são os sintomas, grupo de risco, como ter o diagnóstico e os tratamentos para evitar o incômodo e ter sua saúde bucal em perfeito estado!

Sintomas associados a língua ardendo

  • Paladar alterado pro amargo ou metálico;
  • Perda de paladar;
  • Diminuição do apetite;
  • Muita sede;
  • Dores na língua;
  • Sensação de boca seca;
  • Formigamento e dormência na mucosa bucal;
  • Queimação na língua podendo ou não afetar também as mucosas bucais.

Grupo de risco e possíveis causas

Mais comum em mulheres do que em homens, a ardência também tem maior incidência em mulheres com mais de 45 anos e pós menopausa. O uso de medicamentos também é uma causa comum.

Outras doenças podem estar associadas ao sintoma da língua ardendo, estas são: diabetes, candidíase oral e síndrome de Sjögren.

Desequilíbrios hormonais e deficiências nutricionais podem causar a ardência por curtos períodos de tempo. Normalmente o sintoma vai embora quando esses fatores são tratados.

Quem sofre com o refluxo gastroesofágico pode desenvolver a síndrome de boca ardente se não realizar os tratamentos.

Próteses protocolo ou ponte fixas mal ajustadas na boca podem causar a ardência, assim como alergias ao material utilizado. Lesões no nervo responsável pelo paladar também podem causar a sensação de ardor.

Pacientes com depressão e ansiedade tem maiores chances de desenvolver disfunções orais como boca seca e ardência como reação a medicação prescrita.

Diagnóstico

Quem sofre com os sintomas deve buscar um médico em sua região para realizar o tratamento. O diagnóstico é feito através de exames de sangue que buscam infecções, doenças associadas, deficiências nutricionais e hormonais, testes alérgicos e até consultas com dentista para investigar as chances de fungos.

As especialidades médicas preparadas para tratar desse problema são:

  • Dentista;
  • Clínico geral;
  • Cirurgião de cabeça e pescoço.

Em alguns casos de alterações hormonais ou de carência de vitaminas devem ser procurados:

  • Endocrinologista;
  • Nutricionista.

Tratamentos para ardência na língua

Após o diagnóstico correto da causa que faz a língua arder, o tratamento deve combater a causa ou apenas controlar os sintomas associados.

O uso de um repositor salivar é amplamente indicado para controlar os sintomas associados. Podendo ser usado no formato de gel, spray ou enxaguatório, os repositores podem ser usados a qualquer hora do dia para aliviar os incômodos causados pela ardência bucal.

Também é indicado o uso de um creme dental menos abrasivo para a escovação diária.

Banner venda todos os produtos 2

 

Para evitar a recorrência do incômodo é recomendado evitar algumas coisas como:

  • Cigarros e tabaco;
  • Alimentos ácidos;
  • Estresse;
  • Bebidas com gás;
  • Alimentos condimentados.

Conhece alguém que sofre com a língua ardendo e não sabe o que é? Compartilhe esse post nas suas redes sociais ou marque os amigos nos comentários!

Postagens Recentes

Deixe um Comentário

Comece a digitar e pressione Enter para pesquisar

10 alimentos que podem melhorar sua saúdedoença de crohn