fbpx

Sofro muito com pigarro crônico! O que fazer para melhorar?

 em Causas

Muitas pessoas sofrem com o problema de pigarro crônico, uma perturbação muito forte na garganta que causa um enorme incômodo, como se algo estivesse preso.

Pela presença de mucosidades e na tentativa de expeli-las, é comum que o indivíduo acabe tossindo bastante durante todo o dia.

É preciso deixar claro que isso não é uma doença em si e sim um sintoma que está relacionado com diversas patologias, como refluxo gástrico, rinite alérgica e inflamações na laringe, é preciso tratar o pigarro.

Mas o que fazer para conseguir melhorar do pigarro crônico?

Se você pesquisou sobre esse assunto e chegou nessa publicação, é por que você, ou alguém próximo, sofre com esse problema.

Justamente por isso, trouxemos aqui esse artigo para falar tudo o que há de mais importante para conseguir se livrar desse mal.

Vamos lá!

O que causa o pigarro crônico?

Mas afinal, o que pode ocasionar o pigarro crônico? Existem diversos fatores que podem desencadear esse problema, então iremos citar os principais a seguir!

Doenças inflamatórias (rinites, sinusites, etc.)

As doenças inflamatórias, como aquelas ocasionados por micro-organismos que afetam as vias aéreas, costumam ocasionar pigarro, como é o caso da rinite e da sinusite.

Isso porque é comum que o paciente acabe sofrendo com a produção de muco em excesso, o que leva a esse sintoma tão incômodo.

Refluxo gastroesofágico

O refluxo gastroesofágico traz diversos problemas para a saúde. Quem sofre com essa doença geralmente a identifica com uma certa facilidade, principalmente por conta da sensação de queimação no peito, chamada de azia.

Um outro sintoma bastante comum do refluxo é justamente o pigarro. O retorno do suco gastrico irrita a garganta o que ocasiona a tosse seca e constante que caracteriza o pigarro.

Uso do tabaco

O uso regular do tabaco causa muitos problemas nas vias aéreas, um desses problemas é o pigarro crônico.

Os cílios das vias aéreas, responsáveis pela proteção do organismo contra micro-organismos e substâncias tóxicas, deixam de existir por conta do uso constante do tabaco.

Como não há como purificar o ar que chega até a garanta, logo surge o pigarro que com o tempo se torna crônico.

Tudo isso é ocasionado não só pelas substâncias que estão presentes na fumaça do cigarro, por exemplo, mas também por conta da temperatura alta dos gases que são inalados durante o consumo desse produto.

Por conta disso, nosso conselho é reduzir ou  de preferencia evitar em sua totalidade o tabagismo para controlar e até mesmo eliminar o problema.

Produção baixa de saliva

A baixa produção ou baixa qualidade da saliva pode ocasionar o problema do pigarro crônico, por isso é importante estar atento quando você perceber que não está produzindo saliva de maneira constante.

O tratamento dessa condição clínica deve ser feito de forma precoce, para assim evitar problemas mais graves para a saúde.

Um solução simples é o uso de repositores salivares enzimáticos. Aqui na bioXtra temos repositores salivares em duas apresentações: Gel e spray Oral.

Como é o tratamento do pigarro crônico?

Agora que você viu as causas principais do pigarro crônico, é hora de compreender como tratar esse problema.

A primeira coisa a se fazer é buscar pelo auxílio de um otorrinolaringologista, profissional especialista nessa área do corpo.

Ele irá descobrir o motivo do seu pigarro crônico e poderá, dessa forma, fazer a indicação do melhor tratamento para garantir que você irá se reestabelecer prontamente.

De forma geral, ele irá passar algum medicamento que você poderá utilizar para acabar com o problema e assim viver melhor, sem estar constantemente sentindo incômodo na garganta, tossindo ou mesmo tendo dificuldade para respirar.

No caso do pigarro crônico ser ocasionado pela baixa produção de saliva, por exemplo, o médico poderá indicar um produto chamado de saliva artificial (que é um gel oral).

Usando esse produto para boca seca, você conseguirá regular o microambiente da boca, umedecendo o interior dela por horas e aliviando os sintomas dessa condição clínica, entre eles o pigarro de forma crônica.

 

 

Conclusão

Como você viu, o pigarro crônico não é uma doença, mas sim um sintoma que está associado a diversas outras patologias que afetam as vias aéreas.

Neste texto, mostramos a você quais são as principais causas desse problema, que causa um incômodo enorme ao paciente, ocasionando tosses de forma constante, e muitas vezes falta de ar ou sensação de engasgo.

Além disso, ainda trouxemos aqui dicas a respeito de como tratar o pigarro de forma crônica, como com o uso de um gel oral que simula a saliva, para o caso de estar havendo baixa produção dela pelas glândulas salivares.

Gostou do artigo de hoje sobre o que fazer para melhorar o pigarro crônico?

Se você ficou com alguma dúvida sobre esse assunto, escreva-a abaixo nos comentários para que eu possa ajudá-lo.

 

 

 

Desculpa! O autor ainda não preencheu seu perfil.
Postagens Recentes

Deixe um Comentário

Comece a digitar e pressione Enter para pesquisar