Pré diabetes: descubra o que é, grupo de risco, sintomas e os tratamentos | bioXtra

Pré diabetes: descubra o que é, grupo de risco, sintomas e os tratamentos

 em Dia a dia, Diabetes, Tratamento

Nos exames de rotina recebeu o diagnóstico de pré diabetes? Tenha calma, neste artigo explicamos o que é, sintomas e tratamentos indicados!

A pré diabetes é o diagnóstico anterior ao de diabetes tipo 2. Neste estágio, o corpo dá sinais que algo não está bem, a glicemia aparece alterada nos exames de sangue, assim como as taxas de insulina no corpo. É comum nessa fase, o corpo produzir muita insulina, tentando controlar as taxas de açúcar presente no sangue.

É considerado pré diabético quem tem a taxa de açúcar no sangue variando de 100 a 125 mg/dl, a partir dos 126 mg/dl o paciente já pode ser reconhecido como diabético. Outra taxa que devemos estar atentos é a de hemoglobina glicada, que com valores entre 5,7% e 6,4% indica a pré diabetes.

Com o corpo resistindo a insulina produzida, a glicose se acumula no sangue, caracterizando o quadro. O diagnóstico deve servir como um sinal amarelo, alertando o paciente de que mudanças devem ser feitas em sua rotina e alimentação.

Grupo de risco

Muitos podem ser os fatores que influenciam para o quadro de pré diabetes, porém os mais comuns envolvem:

  • Tendência familiar;
  • Genética;
  • Ser sedentário;
  • Hipertensão;
  • Portadoras de SOP;
  • Alimentação hipercalórica;
  • Ganho de peso.

Sintomas da pré diabetes

Como é um quadro anterior a doença, a pré diabetes não costuma contar com nenhum sintoma na maioria das pessoas. O que interfere diretamente na dificuldade do diagnóstico, caso a pessoa não tenha o costume de fazer exames de rotina.

Em alguns casos, a pré diabetes pode apresentar sintomas como:

  • Sede em excesso;
  • Fome em excesso;
  • Ganho de peso;
  • Urinar muitas vezes durante o dia.

A fase pré diabética pode durar até 5 anos e sem as mudanças necessárias na rotina diária, a pessoa pode desenvolver a diabetes.

O que é diabetes?

A diabetes é uma doença sem cura que acompanha o paciente para o resto da vida. Caracterizada pelo elevado nível de açúcar no sangue, ela pode acontecer por defeitos na secreção ou de ação da insulina produzida pelo corpo.

Tratamentos indicados

Na maioria dos casos o tratamento da pré diabetes é feito apenas com alimentação saudável e exercícios físicos, sem uso medicação via oral.

Exercícios físicos

Todos os pacientes diagnosticados com pré diabetes devem realizar exercícios físicos, porém no caso dos que estão obesos ou com sobrepeso devem eliminar entre 5 a 7% do peso corporal.

Não existe indicação de um exercício específico para essa fase mas o paciente deve considerar alguma atividade de consiga realizar com frequência e que traga bem estar.

Alimentação

Durante o tratamento da pré diabetes devem ser evitados os seguintes alimentos na rotina:

  • Farinha branca presente em bolo, pães, biscoitos, massas;
  • Açúcar presente em doces, geléias de fruta, sorvete, chocolate;
  • Carboidratos simples como o arroz branco;
  • Bebidas como refrigerantes, sucos industrializados, energéticos.

Frutas devem ser consumidas com cuidado pelo açúcar natural presente, que podem gerar picos de glicemia. Por esse e tantos outros motivos é importante sempre ter o acompanhamento de uma endocrinologista ou nutricionista.

Pré diabetes tem cura?

Sim. Quem após receber o diagnóstico de pré diabetes cuidar bem da alimentação, realizar atividades físicas regulares e seguir as orientações médicas pode normalizar as suas taxas de glicemia e hemoglobina glicada. Porém, o novo estilo de vida deve ser mantido para não voltar ao quadro de pré diabetes.

Conhece alguém que foi diagnosticado com pré diabetes? Marque seu amigo nos comentários e o ajude a entender a condição e realizar o tratamento!

Postagens Recentes

Deixe um Comentário

Contact Us

We're not around right now. But you can send us an email and we'll get back to you, asap.

Não pode ser lido? Mude o texto. captcha txt

Comece a digitar e pressione Enter para pesquisar

descubra 10 alimentos que ajudam a controlar a ansiedadeSíndrome de melkersson rosentha tudo que você precisa saber