Sarampo: quais os cuidados necessários? Descubra! | bioXtra

Sarampo: quais os cuidados necessários? Descubra!

 em Dia a dia

Doença grave que pode ser prevenida com vacinação. Entenda o que é sarampo e quais os cuidados necessários, tratamentos e formas de contágio neste artigo!

O sarampo é considerado uma doença altamente contagiosa causada por vírus, o morbillivirus. Essa condição é grave e pode levar facilmente a morte, principalmente as crianças. A doença inicia rapidamente sua propagação pelo ar, sendo conduzida pelas gotículas no momento do espirro ou tosse que fazem parte dos sintomas.

Responsável pelas altas taxas de mortalidade infantil em países sub-desenvolvidos. No Brasil, o sarampo está em constante crescente por causa do movimento antivacina. Só em 2018 já foram diagnosticados 2.425 casos na região norte. Preocupando a população com a possibilidade de uma epidemia.

Apesar da maioria dos casos se concentrarem no Amazonas e em Roraima, foram comprovados também casos em São Paulo, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Pernambuco, Pará, Goiás e Sergipe.

Principais sintomas do sarampo

  • Dores de cabeça;
  • Tosse e espirro;
  • Coriza constante;
  • Conjuntivite;
  • Febre constante e acima de 38,5 ºC;
  • Manchas vermelhas primeiro no rosto, depois atrás das orelhas até atingir todo o corpo;
  • Manchas brancas na parte de dentro da boca, até 2 dias antes de aparecerem as manchas vermelhas.

Causas

O sarampo não tem causa específica. O vírus se perpetua e ameaça a vida das crianças e adultos não vacinados e assim perpetua a sua degradação.

A queda da cobertura vacinal no país é o grande causador da doença ter voltado a tona recentemente. Nesse movimento, pais e responsáveis privam crianças de cumprir o calendário de vacinação do Ministério da Saúde, as deixando mais suscetíveis a doenças graves e raras.

Para entender as ações da vacina no corpo e o movimento antivacina, clique aqui e leia nosso artigo!

Cuidados necessários em pacientes de sarampo

Por ser uma doença altamente contagiosa, é indicado que o paciente diagnosticado com sarampo não tenha contato com pessoas não vacinadas. O vírus é propagado de forma direta pelas mucosas e suas secreções, sendo assim: saliva, lágrimas, suor, suco digestivo e muco.

O sarampo conta com um período de incubação que varia de 7 a 18 dias, que é o tempo do contágio até o aparecimento dos primeiros sintomas. Com os sintomas, o paciente passa a transmitir para as pessoas mais próximas.

Tratamento indicado

O tratamento para a doença é pouco eficaz e deve ser feito com vitamina A, já que não deve ser administrada medicação antibiótica. As outras recomendações são tópicas e dependem diretamente dos sintomas de cada pessoa.

A diarréia, pneumonia e otite são complicações comuns que devem ser tratadas apenas para aliviar os sintomas de dor.

Para adiantar as chances de melhora junto com a medicação liberada pelo médico e uso de vitamina, é importante manter a alimentação rica em nutrientes e o consumo abundante de água para que o paciente não fique desidratado. A hipotermia que a doença causa pode ser diminuída com bebidas quentes, agasalhos e cobertores.

O sarampo não tem preferência de idade nem de sexo em seu contágio e transmissão, todas as pessoas expostas ao vírus que não são vacinadas correm o mesmo risco.

Conhece alguém que teve sarampo ou que é contra o uso de vacinas preventivas? Compartilhe esse post ou marque as pessoas nos comentários!

Postagens Recentes

Deixe um Comentário

Comece a digitar e pressione Enter para pesquisar

Falta de ar e ansiedade entenda a relação