fbpx

Transtornos alimentares que você pode detectar no seu consultório

 em Sem categoria

Os transtornos alimentares são responsáveis por ocasionar erosão dental e os dentistas podem fazer a detecção deles em seus próprios consultórios.

Mas como isso é possível? O que o profissional de odontologia tem que levar em consideração para poder detectar esses transtornos?

Isso é o que iremos mostrar nesse artigo completo a respeito desse tema muito importante, no qual os dentistas têm função essencial.

Vamos lá!

Os transtornos alimentares

Os transtornos alimentares tratam-se de distúrbios no comportamento alimentar de uma pessoa, que leva a problemas no peso, seja o emagrecimento excessivo ou a obesidade.

Dois dos principais transtornos alimentares existentes são a bulimia nervosa e a anorexia nervosa, que têm como principal característica a preocupação constante com o peso e o medo de engordar.

pessoas que sofrem com esses transtornos possuem uma percepção distorcida da autoimagem corporal, acreditando que estão acima do peso enquanto emagrecem de forma radical.

Os transtornos são questões muito complexas e que exigem uma abordagem multiprofissional, envolvendo profissionais como médicos psiquiatras, nutricionistas e psicólogos.

Por outro lado, não há como esquecer do importante papel do dentista para detectar esses transtornos, principalmente os primeiros sintomas.

Isso porque a bulimia, por exemplo, ocasiona uma séria corrosão dental que no próprio consultório o dentista pode identificar.

Estar atento às queixas dos pacientes também é importante, já que é comum eles apresentarem fortes dores quando escovam os dentes, ou quando comem algo gelado, como um resultado da corrosão dos dentes.

Bulimia e a saúde bucal

Quando se fala sobre a bulimia ou a anorexia é comum que as pessoas pensem no papel dos psiquiatras e psicólogos, que irão tratar dessa questão de saúde mental que está envolvida.

Entretanto, como os transtornos alimentares afetam muito a saúde bucal é preciso que os dentistas fiquem atentos a esses problemas.

Algumas das consequências da bulimia e da anorexia para a saúde oral são o desgaste do esmalte (o que leva à dentina a ficar exposta), a erosão dental e também a hipersensibilidade dentária (dificultando, por exemplo, comer alimentos quentes ou frios, ou mesmo a escovação).

Além desses resultados maléficos mais comuns dos transtornos alimentares para a boca, eles ainda podem ocasionar boca seca (xerostomia), cáries, trauma na mucosa bucal, trauma na faringe, entre outros.

As glândulas parótidas, responsáveis pela produção da saliva, também são afetadas, aumentando de tamanho.

O grande problema da bulimia, na questão da saúde bucal, é o consumo exagerado de alimentos em pouco tempo e, posteriormente, o vômito forçado (seja por meios mecânicos ou por medicamentos).

A combinação de todos esses fatores acaba trazendo sérios problemas para a cavidade oral e até mesmo para a parte superior do tubo digestivo.

Por isso mesmo que os dentistas têm um papel essencial não só na detecção dos transtornos alimentares nos consultórios, mas também dentro do tratamento para quem sofre de bulimia, por exemplo.

É desse profissional a responsabilidade de promover ao paciente com bulimia a recuperação da saúde bucal, para que ele possa evitar danos piores aos dentes e trazer de volta as questões estéticas do sorriso daquela pessoa.

A função mastigatória é outro ponto muito importante que o dentista deve ter como objetivo principal no momento de tratar um paciente com bulimia.

Como tratar esses problemas no consultório?

A primeira coisa que o dentista precisa fazer é optar pelas práticas de prevenção, que ajudem a evitar a destruição ainda maior dos dentes, acometidos pela erosão do esmalte (que não pode ser revertido).

No caso dos pacientes que possuem efeitos colaterais do transtorno alimentar como boca seca, por exemplo, é possível indicar o uso da saliva artificial, que ajuda a trazer um efeito lubrificante e ainda restaura o microambiente interno da boca.

Aqui temos um excelente gel oral que atua como uma saliva artificial para pacientes com problema de xerostomia: https://bioxtra.com.br/produto/saliva-artificial/.

Para garantir que o paciente não sofrerá mais problemas na saúde bucal ocasionados pela bulimia é preciso que ele esteja visitando regularmente o dentista.

Por meio de práticas profiláticas o profissional poderá evitar quadros mais graves, incluindo a continuação da erosão dental.

Algumas dicas são, por exemplo, alertar o paciente para não escovar os dentes logo após vomitar ou fazer uso de uma substância que tenha função neutralizadora, como é o caso do bicarbonato de sódio.

Conclusão

Como você viu, os transtornos alimentares são problemas de saúde muito sérios e que podem ser identificados pelos dentistas, desde que atentem-se a alguns indícios claros do impacto desses problemas na saúde bucal.

Neste texto, mostramos a você como a bulimia e a anorexia podem afetar a saúde da boca e dicas do que fazer para reduzir os efeitos nocivos à saúde oral dos pacientes.

Gostou do artigo de hoje sobre os transtornos alimentares que você pode detectar no seu consultório?

Se você ficou com alguma dúvida sobre esse assunto, escreva-a abaixo nos comentários para que eu possa ajudá-lo.

Desculpa! O autor ainda não preencheu seu perfil.
Postagens Recentes

Deixe um Comentário

Comece a digitar e pressione Enter para pesquisar