fbpx

VOCÊ SABIA QUE MAU HÁLITO PODE INDICAR INSUFICIÊNCIA RENAL?

 em Causas

A insuficiência renal ocorre quando há uma degeneração na função dos rins, o que faz com que o órgão encontre dificuldade para desempenhar suas funções de maneira normal.

Fisiologicamente, o rim e a boca não apresentam nenhuma proximidade. Mas, apesar disso, é possível que algum problema nos rins possa comprometer algo que acontece na nossa boca, como o mau hálito.

Ficou curioso (a) para entender melhor como isso pode acontecer? Continue conosco para ficar por dentro de tudo.

Sintomas da insuficiência renal crônica

Alguns dos sintomas que apresentamos quando temos algum problema renal crônico são: fadiga ou cansaço, tontura, dores de cabeça, urina espumada, anemia e mudança na coloração da urina.

É muito importante reforçar que todos estes sintomas costumam aparecer de forma lenta e, nem sempre deixam claro que estão ali por conta da doença, como é o caso do mau hálito que iremos entender a seguir.

O mau hálito e a insuficiência renal

O rim possui a função de filtrar o sangue e eliminar todos os resíduos tóxicos que comprometem o organismo, mas quando ocorre a insuficiência renal essa função fica comprometida, o que faz criar um acúmulo de ureia e creatinina na corrente sanguínea.

Esses compostos são transportados pelo sangue e acabam indo para o pulmão, que os elimina juntamente com o ar que é expirando tanto pelas vias nasais, quanto pela boca.

Esse ar possui um odor característico, conhecido como “hálito urêmico”, que quer dizer que tem cheiro parecido com o da urina e amônia.

Por isso, podemos investigar uma possível doença renal crônica por meio do hálito, por possuir esse cheiro tão característico.

Hemodiálise

O motivo anterior não é o único que traz relações entre a insuficiência renal e o mau hálito. Existem outras causas tão importantes quanto.

Pessoas que apresentam doença renal crônica estão mais propícias a apresentar sangramento gengival.

Tudo isso, por conta das alterações que ocorrem no sangue, causadas pela doença, e por conta do procedimento realizado durante a hemodiálise.

O sangramento da gengiva é como uma nutrição para as bactérias presentes na boca que utilizam-se dele como fonte de energia e, como produto desta digestão, geral gases mau cheirosos, que também desencadeiam no mau hálito.

Náuseas e vômitos

Conforme a doença fica mais grave, o paciente poderá apresentar constantes quadros de náuseas e vômitos que causarão alterações na cavidade bucal, tais como: ulcerações na mucosa por conta do pH ácido do estômago e erosões causadas no esmalte dos dentes.

A mucosa bucal quando encontra-se irritada, acaba descamando-se  e facilitando o acúmulo de saburra lingual nas células que se desprendem. Isso também contribui para a halitose.

Pouco líquido e saliva

O paciente quando diagnosticado com insuficiência renal recebe a orientação de reduzir o consumo de líquidos para que não sobrecarreguem os rins.

Em contrapartida, essa redução de líquidos é responsável pela diminuição da quantidade e qualidade da saliva produzida, o que também é outro fator prejudicial à saúde bucal.

As mudanças na qualidade da saliva se dão por conta do pH que estará aumentado e por conta do acúmulo de ureia.

Isso gera uma maior predisposição ao acúmulo de cálculos dentários, alterando a saúde bucal e terminando no aparecimento da halitose.

Sensação de mau hálito

Outro motivo do aparecimento da halitose que pode aparecer por conta da doença renal é o fato da doença causar alterações no paladar, por conta dos altos níveis urêmicos presentes na saliva e a diminuição da produção da mesma.

Essas alterações causam sensação de mau hálito porque logo associamos o fato de sentir um gosto ruim nas coisas que comemos e pensar que isso tem a ver com a halitose.

Tratamento

Em grande parte dos casos, quando a insuficiência renal começa a ser tratada, o mau hálito desaparece juntamente com os outros sintomas.

Em casos de doenças como a diabetes, que também tem ligação com o aparecimento da halitose, é possível controlar a doença e esse controle permite atenuar o mau hálito até que o mesmo desapareça.

Uma dica importante dos profissionais da saúde é que também podemos eliminar o mal estar causado pela halitose por meio de enxaguantes produzidos a partir de dióxido de cloro, que é capaz de reagir com os gases produzidos pelas bactérias e transformá-los em sais para serem eliminados pela saliva.

Com a eliminação desses sais, o mau hálito causado pela insuficiência renal também desaparece.

A linha BioXtra conta com inúmeros produtos que irão auxiliar no tratamento contra o mau hálito, um deles é a saliva artificial BioXtra que auxilia na manutenção do pH ideal para manter sua boca e dentes sempre saudáveis e hidratados, afastando assim todo o mal estar.

Se notar algo de anormal com o seu hálito, não deixe de se queixar com seu dentista

Como aprendemos anteriormente, o mau hálito pode surgir decorrente de doenças que a gente nem imagina, como a insuficiência renal.

Se você faz algum acompanhamento odontológico e vem notando algo estranho com o seu hálito, não deixe de queixar-se com o profissional para que ele lhe dê as orientações corretas e lhe encaminhe a algum outro profissional para orientação e futuro tratamento.

Esclarecemos suas dúvidas sobre a relação que o mau hálito tem com a insuficiência renal?

Se suas dúvidas a respeito do assunto tratado persistirem, deixe um comentário.

Para adquirir nossos produtos bioxtra e manter uma boa higiene bucal e prevenir o mau hálito acesse nossa loja oralsaudefnl.com.br.

 

Desculpa! O autor ainda não preencheu seu perfil.
Postagens Recentes

Deixe um Comentário

Comece a digitar e pressione Enter para pesquisar